eu e o coroa

Já havíamos marcado antes com esse coroa, mas infelizmente não havia dado certo no nosso passeio em salvador-Ba, na segunda semana ele voltou a ligar e marcamos em um barzinho ao ar livre, o papo estava descontraído e solto, alias descontraído demais entre nós três o que levava a crer que o clima de sexo não chagaria, passamos a regar o papo a caipiroscas e derrepente fomos ao banheiro ao mesmo tempo, deixando apenas meu corninho na mesa, ao voltarmos parecia que havíamos ligado as pilhas e passamos a só falar de sexo, ele me olhava com um olhar devorador, meu corninho o estigava falando de como dou meus gritinhos. rssrss.. E como fico molhada quando excitada, e ele dizia me olhando
no olho: EU QUERO!!!
Partimos para um Motel, todos já bastante excitados, assim que entramos no quarto me falou que estava morrendo de tesão, eu percebi, pois seu pau estava durrísimo, ele foi me beijando e eu Tirei a sua camisa, desabotoei a sua calça e ela caiu sobre os seus sapatos. Pude então ver como ele estava excitado. Seu cacete empurrava e estufava a sua cueca e ele então a abaixou e aquele mastro pulou para fora duro como uma barra de ferro. liberando seu cacete, eu queria era aquele pau maravilhoso e ele me deu.
Me despiu todinha e deu seu enorme membro para eu me divertir.Chupei, mamei, lambi, fiz tudo que estava com vontade enquanto meu corninho sentado na cama observava e se masturbava.
Ele me mandou deitar, falando que queria chupar a minha buceta, que queria sentir o gosto da minha buceta, que queria provar os meus sucos. Obedeci imediatamente me deitando e abrindo as pernas. Após chupá-lo bastante, fui por cima do cara num 69 maravilhoso e ele chupou gostoso minha xaninha encharcada e pulsante e quase me fez gozar. Mas eu queria sentir aquela vara dentro de mim e me virei ainda sobre ele, e comecei a me esfregar naquela vara deliciosa, e meu corninho não parava de tirar fotos, Minha nossa, foi um delírio. Sentia minha bucetinha se esticando toda para permitir aquela tora entrar todinha. Comecei a cavalgar aquela pica enquanto ele alisava e chupava meus peitos, Não demorei 5 minutos pra explodir num gozo alucinante. Fantástico. Gemendo e falando:
– Que delicia de cacete………….mete tudo, Isso cachorro………me fode…………assim…………..uuuiiiiiiiiiiiiiiiiii…
O coroa me segurava pela cintura e eu cavalgava loucamente, meu corninho largou a câmera e veio meter a sua língua em meu cuzinho e no saco e rola do meu macho, que começou a uivar e dizer que assim ele não resistiria, então tirou bem devagar seu cacete da minha buceta, ainda muito duro porque ele não tinha gozado e pediu para meu corninho chupá-lo, meu corninho abocanhou e o meu macho começou a gritar e a encher a boca de meu corninho de Porra, ele sugou até a ultima gota, e logo em seguida veio até minha boca e despejou toda porra do macho e nos beijamos com a gala do macho na boca ai que delicia…
Eu faço questão de que meu fudedor Também goze dentro dela, pois ela é o recipiente onde guardo o creme facial do meu marido. Quando termina a foda eu o chamo para fazer a limpeza da minha buceta e do meu cu que ficam completamente melados de porra. E, ele faz isso lambendo toda a porra com a língua, e eu digo para ele não deixar nenhuma gota. Ele limpa tudo, às vezes eu nem lavo a buceta de tão limpa que ele deixa.
Vendo a cena o coroa ficou cheio de tesão, ficamos nos beijando na cama com a porra na boca e ele foi tomar um banho rápido, quando menos esperava ele estava de volta querendo comer meu cuzinho, o pau dele era grosso, meu corninho pegou a câmera e eu me virei, Gritei muito, gemi feito cadelinha, mas não pedi pra ele parar. Aguentei toda aquela vara enorme atolando no meu rabinho até sentir seus pelos na minha bunda ele socou forte no meu cú me fazendo dar gritos e gozar bem gostoso, O meu cu, é minha fonte de prazer, e eu literalmente gozo quando sou penetrada no cu.
Eu gosto de sentir a pica entrando e me rasgando toda, dilacerando o meu rabo, eu gosto quando o cara me põe de quatro e mete no meu rabo com força, e me empurra com a pica para dentro me deixando totalmente indefesa diante da pressão que vem de seu pau para mim. Gosto muito que encham o meu cu de porra, e a sensação de sentir o pau jorrando porra dentro do meu cu, é simplesmente indescritível. Na realidade eu já perdi a conta de quantas bombadas eu já levei no cu…
O corno do meu marido fica em estado de orgasmo, quando vê o cara me posicionar de quatro e empurrar com força dentro de mim. Depois que acaba, ele, como todo bom corno, vem para cama, e começa a lamber a minha bunda, tirando toda a porra que ali ficou espalhada, e termina enfiando a língua no meu cu, tirando dali todo o resto de porra que fica.
Peguei o macho e comecei a chupar o seu cacete delicioso, mas ele dizia chama seu corninho para chupar também, e passamos eu e meu corninho a chupar a chupar todinho, deixando ele louco e nos chamando de suas putinhas e nossas línguas brincavam no cacete do macho, nos beijávamos com o gosto da pica do macho, até que ele não resistiu mais e meu corninho engoliu o cacete lambeu e recebeu uma esporrada deliciosa meu corninho o limpou todinho, sem deixar nenhum vestígio do seu leitinho… Vendo meu marido com tanto apetite pela porra, lambendo com tanta vontade, me deixou alucinada… meu marido me beijou loucamente dividindo comigo toda porra…
O coroa adorava ser chupado, levantei suas pernas e meti a língua em seu cuzinho, Comecei a brincar com a sua bunda e o seu cu e ele se contorcia me pedindo mais. Ao invés de me pedir para chupar mais o seu cacete ele me pedia para enfiar mais e mais. Molhei um dedo no meu cuspe junto ao seu cacete e enfiei direto no seu cu.Ele se contorceu de prazer e satisfação. Mais, mais, enfia mais ele me pedia.Continuei lambendo, mamando e chupando o seu cacete e via que ele estava mais excitado que geralmente ficava quando eu colocava um dedo em seu rabo. Ele ficou mais excitado e me puxou para hidro que já estava com uma água morninha já preparada pelo corninho, afinal ele é um corno eficiente, lá comecei a cavalgar naquele cacete, sentia-me totalmente preenchida e sentia seu cacete pulsar dentro de mim, tínhamos uma penetração bem profunda em que ele delirava, em gemidos e sussurros, até que explodimos em gozos, gozei ainda mais, pois eu podia ver meu marido nos olhando e se masturbando ao ver que eu estava sendo manipulada por outro homem, Eu aproveitei aquela deixa e comecei a xingar o meu marido. O chamei de corno, de corno manso, que gostava de ver a sua mulher trepar com outro homem, que gostava de ver outro homem comer o meu cu e minha buceta e me encher de porra.
Sai e dei um beijo no meu gostoso, corno e feliz marido…
Chegando ao hotel eu o xinguei mais ainda. Eu o chamei de viado, de bichinha, de viadinho, de corno, de fresco e disse que ele estava a fim de dar o seu rabo, como eu havia dado o meu. Vi que ele se excitou. Vi que ele passou a se contorcer e oferecer a sua bunda. Enfiei-lhe um dedo no rabo e ele deu um grito de prazer.
Ele me pediu: – Me come, enfia seus dedos no meu cu.
Eu molhei meus dedos com cuspe e enfiei dois dedos no seu rabo. Comecei a xingá-lo, a chamá-lo de mulherzinha, de viado, de corno, de puto e empurrei para dentro de seu cu os dedos. Ele estremeceu e começou a gritar. Me come, enfia esta pica em mim, come o meu cu, enfia este cacete no meu rabo, ele dizia.
Que gostoso. Que delícia. Ver nosso macho todo entregue, estou louca para transformar meu Corninho em um viadinho bem gostoso, quero vê-lo recebendo varas junto comigo.
Não tenho nenhuma restrição, não faço nenhuma escolha, não me importo com a aparência, porque isso pra mim é o de menos, o que me interessa mesmo, é o que o cara tem entre as pernas. Gosto de uma boa foda, gosto de ser usada, abusada, comida de todas as formas e maneiras, e não tem nenhuma restrição para mim. O que o cara quiser eu topo. Adoro chupar, levar na buceta e principalmente no cu que é minha fonte de prazer.
Sou uma puta casada, que gosto de ser puta, e fico contente em compartilhar minha buceta e meu cu com todos os homens que quiserem.

Você pode gostar também

Sexo por Telefone

Seja o primeiro a Comentar Em: "eu e o coroa"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*